A vida de Homer Simpson em 2 minutos


A vida de Homer Simpson em 2 minutos - Uma análise da vida de Homer Simpson.

Nos primeiros anos da sua infância, Homer raramente recebia atenção dos seus pais. Sua solidão é agravada quando os constantes conflitos familiares levam seus pais à separação. Sofrendo com o fim do casamento e endividado, seu pai entra em depressão e se entrega á bebida. Entra em estado letárgico, não consegue reagir à vida e torna-se uma pessoa negligente e irresponsável, incapaz de cuidar de sua casa e de seu filho.

Homer encontra refúgio na comida. Ele passa a engordar e parece não se preocupar com isso. Logo em seguida Homer emagrece, pois as frutas passam a fazer parte do cardápio do lar. Talvez o motivo não seja uma preocupação repentina com a saúde ou um despertar para a alimentação responsável, mas é que com um pai depressivo, desempregado e alcoólatra em casa, Homer não pode ser dar ao luxo de consumir guloseimas engordativas e caras.

Com o lar em frangalhos e sem apoio da família, Homer tem dificuldades de aprendizado, vai mal na escola e repete de ano. A alegria com a nota "D" mostra que Homer conhece suas próprias limitações e por isso se contenta com o pouco que alcançou.

Com a chegada da adolescência, surgem também os problemas característicos da fase, os quais Homer tem de enfrentar sozinho, pois não há quem o instrua.

Sua juventude também foi conturbada. Criado longe da mãe e sem referência paterna, Homer sofre uma crise de identidade pois ele não sabe quem ele é. Então busca um grupo com o qual possa se identificar, onde possa se sentir amado e valorizado. Acaba não permanecendo em nenhum, demonstrando uma instabilidade típica de um jovem em busca de sua própria identidade.

Ainda jovem, Homer conhece Marge. No início reage com indiferença, pois ele não acredita no amor. Mas a insistência de Marge e seu carisma acabam por despertar o interesse de Homer. Os dois namoram e casam.

Homer tem a tendência de repetir o mesmo padrão alcoólatra e escapista do seu pai, mas Marge é a sua salvação. Homer encontrou em Marge a diligência que ele não tinha e o cuidado que nunca recebeu.

Não apenas a bebida, mas a TV também tornou-se um artifício de fuga para Homer. Por saber que sua vida não é nenhuma grande aventura, desperdiça seus dias diante de TV, pois ali ele pode ser quem ele quiser. Ao invés de ter suas próprias experiências, prefere incorporar personagens e viver em um mundo fictício idealizado conforme seu imaginário.

Mas no final de tudo, para Homer está tudo bem. Ele é incapaz de perceber que está desperdiçando sua vida ao tornar-se refém da suas próprias fantasias. Já que não tem nenhuma grande aspiração, está feliz com sua vida acomodada.

O texto e o vídeo é de autoria da FOX.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

75 prints do whatsapp e rede engraçados de conversas aleatórias

31 prints engraçados que lembrarão as melhores conversas

Como desmaiar sozinho de verdade e de propósito